MPB: Um Cantinho, Um Violão… Um Porre…

Hoje fomos ao cinema e fomos expostos durante o intervalo antes do filme a uma sessão de (velha) bossa nova. Durante aquele momento de tédio supremo, me veio em mente uma série questões:

  • Por que as letras são tão banais (é um sapo, é uma rã, é um belo horizonte, é uma febre terçã… )?
  • Por que as melodias são tão parecidas?
  • Por que os arranjos são copiados sem pudor do jazz?
  • Por que a música é tão leve, soando como se os músicos tivessem vergonha de tocar algo tão monótono?
  • O que nós fizemos para merecer isso?

Todas essas perguntas no fundo são retóricas, já que todos sabemos as respostas :(

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s