Vamos Matar o Mamute?

Dois caçadores, Grub e Grok, quase morrendo de fome em plena era do gelo, tentavam desesperadamente matar um mamute. Grok finalmente avistou um e chamou o amigo – “Grub, vamos matar o mamute!”

Causando estranhamento no Grok, Grub simplesmente não se moveu. “Grub, qual o seu problema?”, perguntou Grok. “Temos que definir antes uma coisa.”, respondeu Grub. “Definir!? Vamos matar o mamute!”, falou Grok, já meio desesperado…

“Tá. Mas a quem pertence o mamute?”, falou Grub. Grok, com medo de perder o mamute, preferiu responder logo de uma vez – “Grub, o conceito de propriedade privada ainda não foi criado, portanto o mamute não possui dono, so podendo ser considerado um bem público.”

“Era isso que eu estava dizendo, antes de matar o mamute temos que definir a quem ele pertence… Senão você pode ter problemas.” afirmou Grub, com um ar triunfante. “Mas ele não pode pertencer a ninguém, ele só pode ser um bem público!”, falou Grok. “Sim, mas quando formarmos uma civilização e estabelecermos o conceito de propriedade privada, talvez uns 10.000 anos no futuro, isso pode vir a ser muito importante!”, falou Grub, com um sorriso de empolgação e um tom de didatismo cada vez mais forte.

“Ok Grub, mas para os descendentes de pelo menos um de nós dois formarem uma civilização daqui a 10.000 anos, é bom não morrermos os dois de fome… Vamos matar o mamute!”, gritou Grok tentando recuperar o entusiasmo.

“Tem outra coisa”, respondeu Grub. “Outra coisa? Assim não é possível!” reclamou Grok. “Exatamente, não é possível… Como vamos matar o mamute? Teriamos definir uma classe de um caçador especializado em matar mamute e criar um caçador para fazer isso.”, afirmou Grub, coçando a cabeça, o que deixou Grok com a suspeita que nem o próprio Grub havia entendido o que acabara de dizer. “Não temos uma classe de caçador especializado em mamute! Somos caçadores não especializados!!! Não vamos criar um caçador, temos que matar o mamute nós mesmos, e só! Não tem outro jeito!”, gritou Grok, perdendo a paciência.

“Eu sei, eu sei”, respondeu Grub com ar condescendente. “Mas daqui a 10.000 anos, quando tivermos uma civilização, teremos caçadores especializados…”. “Vamos matar o mamute!” gritou novamente Grok, interrompendo o Grub.

“Só mais uma coisa: O que devemos esperar de retorno dessa ação de matar o mamute?”, falou Grub, enquanto o mamute saia de vez da área de alcance das lanças dele e de Grok. Enlouquecido, Grok não falou mais nada e canibalizou o Grub.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s