Mnemosyne – Python e Memória

O Steve Jobs, no final dos anos 80,  comparou os computadores a bicicletas para mente, em um vídeo bastante interessante e inspirador. Nessa época ele estava trabalhando no finado NeXT.  Um computador avançado para época, lançado com o singelo preço de 10.000 dólares, com um processador de 25 MHz e 8MB de RAM.

Com os recursos de hoje e com o software livre, os computadores são foguetes para mente, verdadeiras ferramentas de transformação pessoal. Eu já mostrei um projeto em Python com um jogo capaz de aumentar o QI de quem usa.

Agora gostaria de apresentar outro projeto feito em Python que pode ser de grande ajuda para quem quer aprender uma nova língua, ou qualquer outra coisa que dependa de retenção na memória de fatos: o projeto Mnemosyne.

É um projeto inspirado no SuperMemo e se baseia em repetições de pares de pergunta e resposta (flashcards) agendados de acordo com um algoritmo cujo objetivo é tornar a memorização mais eficiente.

Eu fico feliz em ver que o Mnemosyne, além de já ter chegado a um estágio de desenvolvimento que permite o uso de imagens, sons e expressões matemáticas está ativo e inovando. A última versão tem até uma ferramenta que permite que o estudo seja feito dentro de telefones celulares.

Além disso, uma crescente biblioteca de coleções de flashcards está disponível no site.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s