Cultura: Steampunk

here_comes_miss_banford

O que aconteceria se os computadores tivessem surgido na Inglaterra vitoriana? E robots? O que o mundo poderia ter se tornado? Parece que essas perguntas já povoaram a mente de muitas pessoas com ideias interessantes.

No livro The Difference Engine, de William Gibson e Bruce Sterling, o conceito é exatamente esse: o computador é criado a partir de peças mecânicas (e não eletrônicas) durante o século XIX na Inglaterra. Para alguns, este foi o marco zero da literatura Steampunk.

No inicio, o Steampunk era um gênero literário, uma espécie de ficção científica old fashioned, dominada por especulações tecnológicas e históricas, geralmente associado ao século XIX e a energia a vapor (em inglês, steam).

steampunk_octopus

Com influências do Cyberpunk e do gótico, o gênero se baseia principalmente em obras de autores como Jules Verne, H. G. Wells, Mary Shelley, geralmente seguindo algumas das premissas:

  • Uma época do passado, determinada ou não, em que tecnologias atuais foram obtidas de outras formas (por exemplo, um robot movido a vapor ou uma prótese mecânica plenamente funcional), criando uma linha histórica alternativa.
  • Um mundo de fantasia similar ao nosso, em que a tecnologia seguiu um caminho diferente daquele que estamos habituados e eventualmente com elementos fantásticos, em alguns casos uma forma de distopia.

O gênero acabou por influenciar outras artes e se tornou um imaginário complexo, com uma filosofia clara, com conceitos como a valorização da tecnologia e do domínio dela. Isso geralmente é representado pelos inventores / técnicos que são, em diversos aspectos, equivalentes aos hackers, tão celebrados pelo gênero Cyberpunk. O que pode ser entendido como uma oposição a ideia de indústria tecnológica e burocrática que domina o mundo atual, no qual o individuo é apenas um número e o conhecimento de ciências é desvalorizado. Semelhante de certa forma ao ideal punk do DIY (Do It Itself, Faça Você Mesmo), esse ideal reforça a importância do potencial humano.

Outra ideia latente no gênero é a durabilidade da tecnologia, que é artesanal e usando materiais resistentes, seguindo a linha contrária ao produto descartável e frágil industrializado.

Visto dessa forma, o Steampunk pode ser considerado uma reação “romântica”, idealista, saudosista, que traz de volta valores que foram abandonados durante o século XX.

Influências

O Steampunk influenciou áreas como a moda, os videogames  (como Thief e Bioshock) e os quadrinhos, como A Liga Extraordinária (The League of Extraordinary Gentlemen), de Alan Moore.

steampunk_by_the_seaside

É fácil perceber essa influência, mesmo que leve, até em vários filmes de Hollywood, como nos recentes City of Ember (adaptação do livro homônimo) e nas animações Wall-E e 9. No universo dos animes japoneses, a lista é enorme, incluindo: Steamboy, Full Metal Alchemist e Last Exile.

Referências

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s